Bíblia Sagrada / Novo Testamento



Evangelho de Nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO


FIRME NAS PROMESSAS 


HARPA CRISTÃ 107


1 Firme nas promessas do meu Salvador , cantarei louvores ao meu Criador , fico na dispensação do Seu amor , firme nas promessas de Jesus . 

Firme , firme , firme nas promessas de Jesus , o Cristo ; firme , firme , sim , firme nas promessas de Jesus . 

2 Firme nas promessas , hei de não falhar  , quando as tempestades , vêm me assolar ; pelo Verbo vivo , hei de batalhar . Firme nas promessas de Jesus . 

3 Firme nas promessas , sempre vejo assim , purificação no sangue , para mim ; plena liberdade em Jesus sem fim . Firme nas promessas de Jesus .

4 Firme nas promessas do Senhor Jesus , em amor ligado com a Sua cruz . Cada dia mais alegro-me na luz . Firme nas promessas de Jesus .

Autor ou Tradutor: C M.E. Carver
*** Pode ser que tenha outro co-autor  


AO  ÚNICO 

HARPA CRISTÃ 645

Ao Único que é Digno de Receber , a Honra e a Glória , a Força e o Poder
ao Rei Eterno e Imortal , Invisível mais Real , a ELE , ministramos o Louvor .
Exaltamos a Ti . Oh ! Rei JESUS ( 2X ) . Adoramos o Seu Nome , nos 
rendemos aos Teus Pés , consagramos todo o nosso ser a Ti . *** 

João - Capítulo - 1

1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.   
2 Ele estava no princípio com Deus.   
3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.   
4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens;   
5 a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.   
6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.   
7 Este veio como testemunha, a fim de dar testemunho da luz, para que todos cressem por meio dele.   
8 Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz.   
9 Pois a verdadeira luz, que alumia a todo homem, estava chegando ao mundo.   
10 Estava ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, e o mundo não o conheceu.   
11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.   
12 Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;   
13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.   
14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.   
15 João deu testemunho dele, e clamou, dizendo: Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim, passou adiante de mim; porque antes de mim ele já existia.   
16 Pois todos nós recebemos da sua plenitude, e graça sobre graça.   
17 Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.   
18 Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer.   
19 E este foi o testemunho de João, quando os judeus lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para que lhe perguntassem: Quem és tu?   
20 Ele, pois, confessou e não negou; sim, confessou: Eu não sou o Cristo.   
21 Ao que lhe perguntaram: Pois que? És tu Elias? Respondeu ele: Não sou. És tu o profeta? E respondeu: Não.   
22 Disseram-lhe, pois: Quem és? para podermos dar resposta aos que nos enviaram; que dizes de ti mesmo?   
23 Respondeu ele: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías.   
24 E os que tinham sido enviados eram dos fariseus.   
25 Então lhe perguntaram: Por que batizas, pois, se tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta?   
26 Respondeu-lhes João: Eu batizo em água; no meio de vós está um a quem vós não conheceis.   
27 aquele que vem depois de mim, de quem eu não sou digno de desatar a correia da alparca.   
28 Estas coisas aconteceram em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando. 
29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.   
30 este é aquele de quem eu disse: Depois de mim vem um varão que passou adiante de mim, porque antes de mim ele já existia.   
31 Eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, é que vim batizando em água.   
32 E João deu testemunho, dizendo: Vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele.   
33 Eu não o conhecia; mas o que me enviou a batizar em água, esse me disse: Aquele sobre quem vires descer o Espírito, e sobre ele permanecer, esse é o que batiza no Espírito Santo.   
34 Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Deus.   
35 No dia seguinte João estava outra vez ali, com dois dos seus discípulos   
36 e, olhando para Jesus, que passava, disse: Eis o Cordeiro de Deus!   
37 Aqueles dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus.   
38 Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: Que buscais? Disseram-lhe eles: rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde pousas?   
39 Respondeu-lhes: Vinde, e vereis. Foram, pois, e viram onde pousava; e passaram o dia com ele; era cerca da hora décima.   
40 André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que ouviram João falar, e que seguiram a Jesus.   
41 Ele achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Havemos achado o Messias (que, traduzido, quer dizer Cristo).   
42 E o levou a Jesus. Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).   
43 No dia seguinte Jesus resolveu partir para a Galiléia, e achando a Felipe disse-lhe: Segue-me.   
44 Ora, Felipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro.   
45 Felipe achou a Natanael, e disse-lhe: Acabamos de achar aquele de quem escreveram Moisés na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José.   
46 Perguntou-lhe Natanael: Pode haver coisa bem vinda de Nazaré? Disse-lhe Felipe: Vem e vê.   
47 Jesus, vendo Natanael aproximar-se dele, disse a seu respeito: Eis um verdadeiro israelita, em quem não há dolo!   
48 Perguntou-lhe Natanael: Donde me conheces? Respondeu-lhe Jesus: Antes que Felipe te chamasse, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira.   
49 Respondeu-lhe Natanael: Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és rei de Israel.   
50 Ao que lhe disse Jesus: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? coisas maiores do que estas verás.   
51 E acrescentou: Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem.  

Mateus  -  Capítulo  - 25
1 Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo.   
2 Cinco delas eram insensatas, e cinco prudentes.   
3 Ora, as insensatas, tomando as lâmpadas, não levaram azeite consigo.   
4 As prudentes, porém, levaram azeite em suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas.  5 E tardando o noivo, cochilaram todas, e dormiram.   
6 Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!   
7 Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas.   
8 E as insensatas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando.   
9 Mas as prudentes responderam: não; pois de certo não chegaria para nós e para vós; ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós.   
10 E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o noivo; e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.   
11 Depois vieram também as outras virgens, e disseram: Senhor, Senhor, abre-nos a porta.   
12 Ele, porém, respondeu: Em verdade vos digo, não vos conheço.   
13 Vigiai pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora.   
14 Porque é assim como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes entregou os seus bens:   
15 a um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade; e seguiu viagem.   
16 O que recebera cinco talentos foi imediatamente negociar com eles, e ganhou outros cinco;   
17 da mesma sorte, o que recebera dois ganhou outros dois;   
18 mas o que recebera um foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.   
19 Ora, depois de muito tempo veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles.   
20 Então chegando o que recebera cinco talentos, apresentou-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que ganhei.   
21 Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.   
22 Chegando também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis aqui outros dois que ganhei.   
23 Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.   
24 Chegando por fim o que recebera um talento, disse: Senhor, eu te conhecia, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste, e recolhes onde não joeiraste;   
25 e, atemorizado, fui esconder na terra o teu talento; eis aqui tens o que é teu.   
26 Ao que lhe respondeu o seu senhor: Servo mau e preguiçoso, sabias que ceifo onde não semeei, e recolho onde não joeirei?   
27 Devias então entregar o meu dinheiro aos banqueiros e, vindo eu, tê-lo-ia recebido com juros.   
28 Tirai-lhe, pois, o talento e dai ao que tem os dez talentos.   
29 Porque a todo o que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem ser-lhe-á tirado.   
30 E lançai o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.   
31 Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;   
32 e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos;   
33 e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos à esquerda.   
34 Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;   
35 porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes;   
36 estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me.   
37 Então os justos lhe perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?   
38 Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? ou nu, e te vestimos?   
39 Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te?   
40 E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes.   
41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai- vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos;   
42 porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;   
43 era forasteiro, e não me acolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo, e na prisão, e não me visitastes.   
44 Então também estes perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou forasteiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?   
45 Ao que lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que o deixaste de fazer a um destes mais pequeninos, deixastes de o fazer a mim.   
46 E irão eles para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna. 

 Mateus - Capítulo -11

1 Ora, tendo acabado Jesus de dar estas instruções a seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles.
2 Quando João ouviu, no cárcere, falar das obras de Cristo, mandou por seus discípulos perguntar-lhe:
3 És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar outro?
4 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo:
5 os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho.
6 E bem-aventurado é aquele que não achar em mim motivo de tropeço.
7 Então, em partindo eles, passou Jesus a dizer ao povo a respeito de João: Que saístes a ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento?
8 Sim, que saístes a ver? Um homem vestido de roupas finas? Ora, os que vestem roupas finas assistem nos palácios reais.
9 Mas para que saístes? Para ver um profeta? Sim, eu vos digo, e muito mais que profeta.
10 Este é de quem está escrito: Eis aí eu envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho diante de ti.
11 Em verdade vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior do que João Batista; mas o menor no reino dos céus é maior do que ele.
12 Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.
13 Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João.
14 E, se o quereis reconhecer, ele mesmo é Elias, que estava para vir.
15 Quem tem ouvidos [para ouvir], ouça.
16 Mas a quem hei de comparar esta geração? É semelhante a meninos que, sentados nas praças, gritam aos companheiros:
17 Nós vos tocamos flauta, e não dançastes; entoamos lamentações, e não pranteastes.
18 Pois veio João, que não comia nem bebia, e dizem: Tem demônio!
19 Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e dizem: Eis aí um glutão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores! Mas a sabedoria é justificada por suas obras.
20 Passou, então, Jesus a increpar as cidades nas quais ele operara numerosos milagres, pelo fato de não se terem arrependido:
21 Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom se tivessem operado os milagres que em vós se fizeram, há muito que elas se teriam arrependido com pano de saco e cinza.
22 E, contudo, vos digo: no Dia do Juízo, haverá menos rigor para Tiro e Sidom do que para vós outras.
23 Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se fizeram, teria ela permanecido até ao dia de hoje.
24 Digo-vos, porém, que menos rigor haverá, no Dia do Juízo, para com a terra de Sodoma do que para contigo.
25 Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos.
26 Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado.
27 Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.
29 Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.
30 Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.


João - Capítulo - 8


1 Mas Jesus foi para o Monte das Oliveiras.   
2 Pela manhã cedo voltou ao templo, e todo o povo vinha ter com ele; e Jesus, sentando-se o ensinava.   
3 Então os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; e pondo-a no meio,   
4 disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério.   
5 Ora, Moisés nos ordena na lei que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?   
6 Isto diziam eles, tentando-o, para terem de que o acusar. Jesus, porém, inclinando-se, começou a escrever no chão com o dedo.   
7 Mas, como insistissem em perguntar-lhe, ergueu-se e disse- lhes: Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra.   
8 E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.   
9 Quando ouviram isto foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos, até os últimos; ficou só Jesus, e a mulher ali em pé.   
10 Então, erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém senão a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?   
11 Respondeu ela: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu te condeno; vai-te, e não peques mais.]   
12 Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida.   
13 Disseram-lhe, pois, os fariseus: Tu dás testemunho de ti mesmo; o teu testemunho não é verdadeiro.   
14 Respondeu-lhes Jesus: Ainda que eu dou testemunho de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro; porque sei donde vim, e para onde vou; mas vós não sabeis donde venho, nem para onde vou.   
15 Vós julgais segundo a carne; eu a ninguém julgo.   
16 E, mesmo que eu julgue, o meu juízo é verdadeiro; porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou.   
17 Ora, na vossa lei está escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro.   
18 Sou eu que dou testemunho de mim mesmo, e o Pai que me enviou, também dá testemunho de mim.   
19 Perguntavam-lhe, pois: Onde está teu pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai.   
20 Essas palavras proferiu Jesus no lugar do tesouro, quando ensinava no templo; e ninguém o prendeu, porque ainda não era chegada a sua hora.   
21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Eu me retiro; buscar-me- eis, e morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir.   
22 Então diziam os judeus: Será que ele vai suicidar-se, pois diz: Para onde eu vou, vós não podeis ir?   
23 Disse-lhes ele: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo.   
24 Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados; porque, se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados.   
25 Perguntavam-lhe então: Quem és tu? Respondeu-lhes Jesus: Exatamente o que venho dizendo que sou.   
26 Muitas coisas tenho que dizer e julgar acerca de vós; mas aquele que me enviou é verdadeiro; e o que dele ouvi, isso falo ao mundo.   
27 Eles não perceberam que lhes falava do Pai.   
28 Prosseguiu, pois, Jesus: Quando tiverdes levantado o Filho do homem, então conhecereis que eu sou, e que nada faço de mim mesmo; mas como o Pai me ensinou, assim falo.   
29 E aquele que me enviou está comigo; não me tem deixado só; porque faço sempre o que é do seu agrado.   
30 Falando ele estas coisas, muitos creram nele.   
31 Dizia, pois, Jesus aos judeus que nele creram: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sois meus discípulos;   
32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.   
33 Responderam-lhe: Somos descendentes de Abraão, e nunca fomos escravos de ninguém; como dizes tu: Sereis livres?   
34 Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado.   
35 Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre.   
36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.   
37 Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não encontra lugar em vós.   
38 Eu falo do que vi junto de meu Pai; e vós fazeis o que também ouvistes de vosso pai.   
39 Responderam-lhe: Nosso pai é Abraão. Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão, fazei as obras de Abraão.   
40 Mas agora procurais matar-me, a mim que vos falei a verdade que de Deus ouvi; isso Abraão não fez.   
41 Vós fazeis as obras de vosso pai. Replicaram-lhe eles: Nós não somos nascidos de prostituição; temos um Pai, que é Deus.   
42 Respondeu-lhes Jesus: Se Deus fosse o vosso Pai, vós me amaríeis, porque eu saí e vim de Deus; pois não vim de mim mesmo, mas ele me enviou.   
43 Por que não compreendeis a minha linguagem? é porque não podeis ouvir a minha palavra.   
44 Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira.   
45 Mas porque eu digo a verdade, não me credes.   
46 Quem dentre vós me convence de pecado? Se digo a verdade, por que não me credes?   
47 Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso vós não as ouvis, porque não sois de Deus.   
48 Responderam-lhe os judeus: Não dizemos com razão que és samaritano, e que tens demônio?   
49 Jesus respondeu: Eu não tenho demônio; antes honro a meu Pai, e vós me desonrais.
50 Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue.   
51 Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte.   
52 Disseram-lhe os judeus: Agora sabemos que tens demônios. Abraão morreu, e também os profetas; e tu dizes: Se alguém guardar a minha palavra, nunca provará a morte!   
53 Porventura és tu maior do que nosso pai Abraão, que morreu? Também os profetas morreram; quem pretendes tu ser?   
54 Respondeu Jesus: Se eu me glorificar a mim mesmo, a minha glória não é nada; quem me glorifica é meu Pai, do qual vós dizeis que é o vosso Deus;   
55 e vós não o conheceis; mas eu o conheço; e se disser que não o conheço, serei mentiroso como vós; mas eu o conheço, e guardo a sua palavra.   
56 Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia; viu-o, e alegrou-se.   
57 Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinquenta anos, e viste Abraão?   
58 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou.   
59 Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo.  

No Versículo 32 podemos vê que à Salvação vem pelo NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO .   


Apocalipse - Capítulo  - 12 


1 E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.   
2 E estando grávida, gritava com as dores do parto, sofrendo tormentos para dar à luz.   
3 Viu-se também outro sinal no céu: eis um grande dragão vermelho que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas;   
4 a sua cauda levava após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que estava para dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe devorasse o filho.   
5 E deu à luz um filho, um varão que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.   
6 E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias.   
7 Então houve guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos batalhavam,   
8 mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou no céu.   
9 E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele.   
10 Então, ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e o poder, e o reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo; porque já foi lançado fora o acusador de nossos irmãos, o qual diante do nosso Deus os acusava dia e noite.   
11 E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte.   
12 Pelo que alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Mas ai da terra e do mar! porque o Diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta.   
13 Quando o dragão se viu precipitado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho varão.   
14 E foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar, onde é sustentada por um tempo, e tempos, e metade de um tempo, fora da vista da serpente.   
15 E a serpente lançou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, para fazer que ela fosse arrebatada pela corrente.   
16 A terra, porém acudiu à mulher; e a terra abriu a boca, e tragou o rio que o dragão lançara da sua boca.   
17 E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra aos demais filhos dela, os que guardam os mandamentos de Deus, e mantêm o testemunho de Jesus.
18 E o dragão parou sobre a areia do mar. No Versículo 10 podemos vê que à Salvação  Vem  pelo NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO . 


DEUTERONÔMIO - CAPÍTULO - 8

1 Todos os mandamentos que hoje vos ordeno guardareis para os cumprir; para que vivais, e vos multipliqueis, e entreis, e possuais a terra que o SENHOR jurou a vossos pais.
2 E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não.
3 E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do SENHOR viverá o homem.
4 Nunca se envelheceu a tua roupa sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos.
5 Sabes, pois, no teu coração que, como um homem castiga a seu filho, assim te castiga o SENHOR teu Deus.
6 E guarda os mandamentos do SENHOR teu Deus, para andares nos seus caminhos e para o temeres.
7 Porque o SENHOR teu Deus te põe numa boa terra, terra de ribeiros de águas, de fontes, e de mananciais, que saem dos vales e das montanhas;
8 Terra de trigo e cevada, e de vides e figueiras, e romeiras; terra de oliveiras, de azeite e mel.
9 Terra em que comerás o pão sem escassez, e nada te faltará nela; terra cujas pedras são ferro, e de cujos montes tu cavarás o cobre.
10 Quando, pois, tiveres comido, e fores farto, louvarás ao SENHOR teu Deus pela boa terra que te deu.
11 Guarda-te que não te esqueças do SENHOR teu Deus, deixando de guardar os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus estatutos que hoje te ordeno;
12 Para não suceder que, havendo tu comido e fores farto, e havendo edificado boas casas, e habitando-as,
13 E se tiverem aumentado os teus gados e os teus rebanhos, e se acrescentar a prata e o ouro, e se multiplicar tudo quanto tens,
14 Se eleve o teu coração e te esqueças do SENHOR teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão;
15 Que te guiou por aquele grande e terrível deserto de serpentes ardentes, e de escorpiões, e de terra seca, em que não havia água; e tirou água para ti da rocha pederneira;
16 Que no deserto te sustentou com maná, que teus pais não conheceram; para te humilhar, e para te provar, para no fim te fazer bem;
17 E digas no teu coração: A minha força, e a fortaleza da minha mão, me adquiriu este poder.
18 Antes te lembrarás do SENHOR teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.
19 Será, porém, que, se de qualquer modo te esqueceres do SENHOR teu Deus, e se ouvires outros deuses, e os servires, e te inclinares perante eles, hoje eu testifico contra vós que certamente perecereis.
20 Como as nações que o SENHOR destruiu diante de vós, assim vós perecereis, porquanto não queríeis obedecer à voz do SENHOR vosso Deus.

Mateus - Capítulo - 5

1 - Vendo as multidões , Jesus subiu ao monte e se assentou. Seus discípulos aproximaram-se dele,
2 - e ele começou a ensiná-los, dizendo :
3 - Bem-aventurados[20]os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
4 - Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
5 - Bem-aventurados os mansos, pois eles receberão a terra por herança.
6 - Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
7 - Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
8 - Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
9 - Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
10 - Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.
11 - Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa, os insultarem, os perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês.
12 - Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a sua recompensa nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês.
13 - Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens.
14 - Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.
15 - E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa.
16 - Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.
17 - Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir.
18 -  Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra.
19 - Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus.
20 - Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus.
21 - Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: “Não matarás”[21], e “quem matar estará sujeito a julgamento”.
22 - Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão[22] estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: “Racá[23]”, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: “Louco!”, corre o risco de ir para o fogo do inferno.
23 - Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, 
24 - deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta.
25 - Entre em acordo depressa com seu adversário que pretende levá-lo ao tribunal. Faça isso enquanto ainda estiver com ele a caminho, pois, caso contrário, ele poderá entregá-lo ao juiz, e o juiz ao guarda, e você poderá ser jogado na prisão.
26 - Eu lhe garanto que você não sairá de lá enquanto não pagar o último centavo[24].
27 -  Vocês ouviram o que foi dito: “Não adulterarás”[25].
28 - Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher e desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. 
29 - Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do eu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.
30 -  E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno.
31 -  Foi dito: “Aquele que se divorciar de sua mulher deverá dar-lhe certidão de divórcio”[26].
32 -  Mas eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual[27], faz que ela se torne adúltera, e quem se casar com a mulher divorciada estará cometendo adultério.
33 -  Vocês também ouviram o que foi dito aos seus antepassados: “Não jure falsamente[28], mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor”.
34 - Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelos céus, porque é o trono de Deus;
35 -  nem pela terra, porque é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei.
36 -  E não jure pela sua cabeça, pois você não pode tornar branco ou preto nem um fio de cabelo. 
37 -  Seja o seu “sim”, “sim”, e o seu “não”, “não”; o que passar disso vem do Maligno. 
38 -  Vocês ouviram o que foi dito: “Olho por olho e dente por dente”[29].
39 -  Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra.
40 -  E se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que leve também a capa.
41 -  Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha[30], vá com ele duas.
42 - Dê a quem lhe pede, e não volte as costas àquele que deseja pedir-lhe algo emprestado.
43 -  Vocês ouviram o que foi dito: “Ame o seu próximo[31] e odeie o seu inimigo”.
44 - Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos[32] e orem por aqueles que os perseguem,
45 - para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.
46 - Se vocês amarem aqueles que os amam, que recompensa vocês receberão? Até os publicanos[33] fazem isso!
47 - E se saudarem apenas os seus irmãos, o que estarão fazendo de mais? Até os pagãos fazem isso!
48 - Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui :